1º Ciclo de Debates sobre questões LGBTQ+ do COEPSI

Texto: Jéssica Marte e Luana Marques.

Na tarde da última terça, 15, o Centro Universitário UniFanor | Wyden recebeu as palestrantes Yuska Garcia e Syssa Ádley Monteiro para debaterem o tema “O (des)preparo do sistema educacional com crianças e jovens LGBTQ+”. Planejado pelo Coletivo Organizado de Estudantes de Psicologia (COEPSI) do UniFanor | Wyden que realiza nessa semana o 1º Ciclo de Debates sobre questões LGBTQ+, aborda como tema principal “A importância do diálogo interdisciplinar e o compromisso ético-político com as diversidades sexuais e de gênero”.

Durante o debate foram levantados questionamentos a respeito da vivência de estudantes LGBT na escola; o quanto de agressões verbais e psicológicas eles recebem em decorrência do seu gênero e orientação sexual e como as pessoas podem ajudar a combater o preconceito, foram alguns dos temas abordados.

Yuska é graduada em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e mestre em Educação: Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente trabalha como docente do Centro Universitário UniFanor e desenvolve pesquisas sob o referencial da Teoria Walloniana, com interesse nos seguintes temas: afetividade, aprendizagem e formação de professores.

Syssa Ádley Monteiro, considerada a primeira mulher transexual a se formar na Universidade Federal do Ceará (UFC) e primeira professora transexual da rede municipal de ensino de Fortaleza, é também membro da equipe de organização do Programa de Extensão Transpassando – UECE.

O 1º Ciclo de Debates sobre questões LGBTQ+ do COEPSI ocorre ainda ao longo do dia de hoje e de amanhã, no UniFanor, Campus Dunas.

 

Confira a programação:

Hoje, 16

“O sofrimento da população LGBTQ+ e o suicídio: o que nós temos a ver com isso?” com Kelly Moreira De Albuquerque e Marília Barreira, das 14:30 às 17:00 no Auditório 01.

“A importância de órgãos de resistência em uma sociedade LGBTQfófica” com Dario Bezerra e Lucas Tavares, das 17:30 às 19:20 no Auditório 01.

Amanhã, 17

“Saúde sexual e psíquica voltada para mulheres LBTQ+ e homens transexuais” com Débora Fernandes Britto e Layane Castelo Branco, das 08:30 às 11:00 no Auditório 01.

“Por que o conhecimento da Teoria Queer é importante para os profissionais de saúde? Um entendimento da normatização social” com Helena Vieira e Juliana Justa, das 15:00 às 18:00 no Auditório 01.

E para o encerramento “Cultural: Performances de Drag Queens” das 18:20 às 19:00 no Anfiteatro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *