FORTALEZA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO – COMANDO DA 10ª REGIÃO MILITAR

Texto: Emille Honorato

A história da Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção tem profunda relação com o nascer da capital cearense, a fortificação militar foi referência para que a cidade recebesse o nome de Fortaleza. O monumento, no entanto, nem sempre teve o mesmo nome, pois quando os holandeses, que, até então, estavam no local decidiram erguer uma edificação que os protegesse de ataques vindos pelo litoral, assim escolheram a colina de Marajataiba, a esquerda do rio Pajeú e o batizaram como Forte Schoonemborch.

Depois de alguns anos os holandeses deixaram o território cearense e entregaram a construção para o português Álvaro de Azevedo Barreto, Capitão-Mor, que renomeou o Forte como Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, onde foi construída uma capela que abrigasse a imagem da Santa.

Coronel Vasques, é historiador e responsável pelo patrimônio histórico da 10ª Região Militar, para ele é uma honra contar sobre o atrativo histórico-cultural que é o Forte, chamando a atenção de turistas de várias partes do mundo e que vem conhecer não só a história do Forte, mas também a história da Capital cearense. Para auxiliar nas narrativas da beleza histórica mantidas entre os muros do Forte existem o Panteão com os restos mortais do Brigadeiro Sampaio, o Museu que relata parte da sua trajetória de Soldado à Brigadeiro, além das diversas imagens de Nossa Senhora da Assunção.

Entre os anos de 1857 e 1863, devido a construção que houve na 10ª Região Militar, a capela que protegia a imagem da santa foi demolida para que outra maior pudesse ser erguida. Tal obra nunca foi concluída e a imagem que por convenções estava sob domínio da Igreja da Sé e não sendo reclamada, a escultura foi entregue ao Coronel Licínio Nunes de Melo, administrador da Irmandade de São José. A imagem da santa permaneceu com os descendentes do Coronel até que em 2014 foi entregue aos responsáveis do Forte.

A fortaleza é considerada um Monumento Nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), inscrito nos três Livros de Tombo: Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico.

Foto: Emille Honorato
Foto: Emille Honorato

 

 

4 comentários em “FORTALEZA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO – COMANDO DA 10ª REGIÃO MILITAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *