O que é Sororidade?

Texto: Ariely Lima

Achei legal essa pergunta ter crescido tanto nos sistemas de busca, afinal, isso quer dizer que a luta pela igualdade de gênero e até mesmo a busca pela empatia, estão por fim se tornando cada vez mais presentes em nossa sociedade.

Seu corretor ortográfico pode até não conhecer a palavra, mas ela tem um grande significado. Basicamente, sororidade é: a relação de irmandade, amizade, união entre as mulheres, assemelhando-se aquela estabelecida entre irmãs. Então a partir disso, percebe-se que sororidade, é parar de sustentar a ideia de que as mulheres são inimigas entre si, e começar a analisar aquelas frases machistas que muitas mulheres escutam quase que diariamente.

Essa prática é bem importante porque nos fortalece enquanto mulheres. Uma curiosidade bem interessante, é que grande parte da culpa da nossa sociedade ainda ser tão machista não está só nos homens, também está nas mulheres. Apesar de todas as campanhas, marchas sobre direitos femininos, da luta diária contra o machismo, ainda existem mulheres que por exemplo, não culpam o namorado quando são traídas, e sim a mulher que saiu com o namorado, mães que mandam o filho mais velho vigiar a irmã, ou naquelas mães em que deixam o filho viajar sozinho mas a filha não pode. E também está nas críticas que algumas mulheres fazem da roupa da outra, e etc. São muitos os fatores que nos levam a crer que a culpa também é nossa, e não só deles.

As mulheres são educadas desde pequenas a sobreviver ao patriarcado sem contestar ou bater de frente com suas regras impostas. Não sinta vergonha disso, e nem mesmo fique ofendida, pois nós sabemos que o machismo só se sustenta por que somos cúmplices a ele. Por este motivo é mais fácil atacar e criticar a outra, por medo dos homens, do que segurar sua mão e andar juntas, fortalecendo uma união entre as mulheres.

Quando sai alguma notícia de estupro de mulheres, algumas das principais perguntas são: Que roupa ela estava vestindo? Por que estava na rua sozinha? Ela bebeu? Essas perguntas sustentam o que já é recorrente, culpar a vítima por ser mais fácil, do que punir seu estuprador, um coisa que não deveria de forma alguma ser culpa dela, independente de quem ela for.

Enquanto as mulheres pensarem coisas do tipo “ela é ‘falsiane’”, “ela é invejosa”, só torna mais dificil a convivência entre elas em um mundo onde os homens muitas vezes pensam que são melhores em tudo que fazem. O único jeito de mudar isso, é colocar homens e mulheres em pé de igualdade. Sempre que você pensar em criticar uma mulher, pergunte se você criticaria dessa mesma forma um homem.

Reprodução Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *