O som do Nordeste

Texto: Emille Honorato

Em um país continental como o Brasil é fácil perceber a riqueza de cultura em cada região e o orgulho que nutre todos os lugares do país, carregado dos valores e costumes construídos graças as três heranças culturais mais importantes do povo brasileiro, o europeu, o negro e o índio.

No nordeste não foi diferente. Com alicerces ricos e inspiradores, o povo nordestino criou o seu próprio som, singular, cativante, vibrante e contagiante. Cada ritmo com seus diversos representantes encantaram e encantam a diferentes gostos, seja ele morador de qualquer lugar desse vasto país. Os ritmos mudaram e se transformaram, incorporando instrumentos e características absorvidas de outros estilos musicais, mas sem esquecer suas raízes.

Sempre esquecido e até mesmo renegado, o Nordeste ganhou espaço e voz, graças ao som e as letras que contavam a história dos heróis nordestinos pelo Rei do Baião, Luiz Gonzaga do Nascimento, natural de Exu, no sertão pernambucano. Ele levou para o Brasil a luta diária do seu povo e junto com o cearense, Humberto Teixeira, criou o que viria a ser considerado o hino do Nordeste, a música Asa Branca.

Seguindo os passos do Rei do Baião musicistas e cantores também mostraram a diversidade da cultura nordestina. Forró se fez também representado por Dominguinhos, Sivuca e Waldonys. Pernambuco e Paraíba concederam para música popular artistas como Geraldo Azevedo, Elba Ramalho, Zé Ramalho e Alceu Valença, carregados com o frevo, o forró e o rock, fizeram O Grande Encontro.

O tropicalismo da Bahia surgiu com Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa, Torquato Neto e Tom Zé. O mesmo estado trouxe o Axé de Luiz Caldas, Timbalada, Olodum e Ivete Sangalo. Eclético e inusitado, Chico Science e Nação Zumbi misturaram o maracatu e o rock, para o orgulho de Pernambuco.

Os cearenses Fagner e Belchior se destacaram na MPB. O Maranhão mostrou sua diversidade com o samba de Alcione e Zeca Baleiro na Música Popular Brasileira, ou simplesmente MPB. A música nordestina é só mais uma prova do poder e força que o seu povo carrega, junto ao orgulho de ser brasileiro.

 

3 comentários em “O som do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *