Dinheiro ou sentimentos

Texto: Andreza Iris

 

É aquela velha frase “todo mundo tem seu preço”. Às vezes a gente se vende por um pedaço de chocolate, por um beijo, uma vida melhor ou por um amor, seja ele grande ou pequeno, dinheiro ou sentimento, todo mundo tem um preço.

Estava pensando sobre isso outro dia, sentada no meu lugar preferido do ônibus, do lado esquerdo, atrás da 6° cadeira, com a cabeça encostada na janela e lembrando que eu conheço uma pessoa que se vendeu, isso me fez refletir sobre julgamento. Talvez um dia eu tenha me vendido também e talvez eu nem lembro qual foi meu preço.

Tudo isso aconteceu porque o vi triste, mas não era só tristeza, era desespero. Eu acho que era medo de não encontrar o caminho de volta, ele estava tão afundado no seu preço que não sabia mais negociar com seu comprador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *