Reformas…

Texto: Jamille Ipiranga

Imagem relacionada
Foto: Reprodução

A aprovação reforma da Previdência foi fácil. O governo conseguiu aprovar o texto com folga. As pessoas vão trabalhar mais, contribuir mais, ter menos benefícios e ganhar menos.  A que se deve essa insanidade de apoiadores? Há pessoas que estão ao nosso lado, e pasmem, que aprovam a reforma. Só atribuo ao maniqueísmo que se instalou na última eleição. Se você é contra qualquer ato do governo, você é petista; se você é a favor, é bolsomínio.

Não tem coluna do meio? Cadê o olhar crítico, mesmo em relação a alguém que você tenha votado? Quando você casa com alguém, diz amém a tudo? Pois com político é do mesmo jeito, você pode e deve discordar, sem torcer que dê errado. Você pode apenas discordar. Principalmente quando se perceber que o que está em jogo é o direito do mais pobre e assalariado de se aposentar. E ao seu próprio direito também. Quando você percebe que as pessoas morrerão antes de se aposentarem ou estarão inválidas. É hora de parar de apoiar um político a qualquer custo. Tem que pensar, refletir. A manipulação está clara, desde as fakenews até os algoritmos do Facebook. A massa de manobra tem sido fácil. Ninguém lê mais, só curte.

Os sindicatos também estavam apáticos diante da aprovação da reforma. Poucas manifestações, poucas reivindicações. Já são os efeitos da reforma trabalhista, pois não é mais obrigatório o imposto sindical. Resultado: enfraquecimento das categorias que representam os trabalhadores.

A campanha contra a Justiça do Trabalho também é mais uma manipulação do governo que aí está. A quem interessa uma justiça que defende os trabalhadores e que obriga os empresários a pagarem férias, 13º salário, horas extras? Obviamente não agrada aos maus empregadores e muito menos a um governo que privilegia o crescimento econômico em detrimento do interesse social.

Parece que todas as mudanças estão orquestradas: reforma trabalhista, enfraquecimento dos sindicatos, diminuição do poder da Justiça do Trabalho, e agora, a reforma previdenciária. Não se preocupem que não vai parar por aí. Já está no forno mais uma alteração das leis trabalhistas, que tranquilamente será para reduzir mais direitos.

E para completar as notícias torpes e que nos envergonha: teremos um embaixador que fritou hambúrguer nos EUA! Não precisa ser petista para não concordar com reformas que atacam o pobre, o trabalhador e os direitos sociais dos brasileiros. Basta ser sensato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.